Retrospectiva 2015

10592990_350270155123815_1287619118299497121_n

Começando o ano novo agradecendo o ano velho!
2015 foi um ano lindo pra mim e pro ateliê Dolorez. Claro, sempre temos nossos altos e baixos. Mas fiz tantos trabalhos legais que não posso reclamar! Achei que, inclusive, esse ano merecia um post de retrospectiva só pra ele! <3

Então vamos lá! Logo no comecinho do ano, finalizei meu primeiro trabalho que uniu crochê com graffiti, em parceria com meus queridos amigos grafiteiros Felipe Primat e Julio Falaman.

_MG_9448ok
Foto Lucas Hirai

IMG_5668

_MG_9468ok
Foto Lucas Hirai
graffiti5
Foto Dan Silva

Na sequência, fiz uma viagem incrível para o Nordeste. Eu e mais uma amiga viajamos de mochilão e passamos por 9 cidades da região. O projeto #pegue1coração foi instalado em todas as cidades que passamos. Foi uma forma de agradecer cada espaço visitado e deixar um pedacinho do Dolorez por aí. Nessa viagem, um dos meus objetivos foi conhecer e conversar com as mulheres rendeiras, tão conhecidas no Nordeste. Foi muito importante ter esse contato com elas para meu trabalho. Mas, em breve faço um post só sobre isso!

olinda
Em Olinda/PE.
salvador
Em Salvador/BA.

Voltando da viagem, ainda meio perdida e sem saber exatamente que rumo tomariam meus trabalhos, fui surpreendida com duas propostas legais. O primeiro foi a produção de algumas peças para o cenário do vídeoclip da Nonô Lelis, cantora adolescente, finalista do The Voice Brasil. O segundo foi uma ação de marketing para o dia de inauguração da loja Manacá. Nesse trabalho, adaptei o projeto #pegue1coração, acrescentando um bilhetinho aos corações, convidando as pessoas a conhecerem a loja naquele dia.

nono
Videoclip Nonô Lelis
IMG_2744
Ação para loja Manacá

Quase em paralelo, fiz a instalação do Visceral, do projeto A rua é minha tela, no Largo da Batata em Pinheiros e também comecei a dar aulas e oficinas.

Numa viagem à Chapada dos Veadeiros (GO), participei da composição de um cenário para a festa Macumbia La Chapada. Criei pirâmides com diversas texturas e desenhos com velas penduradas e instaladas no palco. A festa foi deliciosa e a Chapada é incrivelmente mágica, não me esquecerei daquele céu estrelado tão cedo!

11728720_871786389565311_7396653124225814551_o

Macumbia La Chapada (65).jpg
Foto Lucas Hirai

Sempre experimentando, me juntei a minha grande amiga e maravilhosa ilustradora Marcella Briotto e criamos juntas alguns quadrinhos: ela desenhou e eu fiz as molduras. Tentei sempre relacionar as cores e formatos das molduras com seus desenhos.

IMG_3526.JPG

Mais ou menos em setembro, rolou a exposição na Casa TPM 2015 com o Visceral e também produzi o quadro dele. Essa exposição foi muito importante. Os visitantes do evento puderam participar respondendo a pergunta “onde teu medo dói?” e colocaram suas respostas ao redor do coração. Foi uma interação incrível, que me deixou muito feliz com o resultado.

IMG_4860image1-(3)

Outubro foi um mês cheio de trabalho. Ao mesmo tempo em que terminava algumas peças pra campanha que foi ao ar no Westwing, finalizei a Sereia, trabalho que já queria colocar na rua há um tempinho. Tudo que passamos é aprendizado e no meio de todos esses trabalhos aprendi muito. Com a experiência que tive com a campanha do Westwing e algumas outras vendas, pude direcionar melhor meu trabalho e percebi que, meu processo de criação nada tem a ver com vendas de produtos de decoração. Percebi que o sentido se perde (para mim) ao produzir uma peça pura e simplesmente decorativa. Por isso, desde então, decidi fazer apenas pequenas exceções em relação a venda de peças.

No meio disso tudo, fiz alguns trabalhos para a marca de moda feminina do Rio de Janeiro, Cantão. Foram basicamente 4 trabalhos. O primeiro foi uma ação para o lançamento da coleção de primavera com o projeto Plante 1 coração: sementes de flores foram introduzidas dentro de corações crochetados e oferecidos aos clientes no dia do lançamento da coleção.

O segundo trabalho foi na inauguração do primeiro Parklet no Rio de Janeiro, que se encontra em frente a loja da Cantão no Leblon. Lá, eu participei com uma intervenção de crochê na árvore em frente ao Parklet.

O terceiro e o quarto trabalho foram no mesmo final de semana: uma intervenção na árvore em frente ao Zazá Bistrô, restaurante delicioso e parceiro da Cantão e o outro foi o evento anual que a Cantão promove, o Eu amo Pedalar.

12020021_970643339683200_1623571124197279129_n
Lançamento coleção primavera com Plante 1 coração
12107140_540496259434536_1919243252562427658_n
Inauguração do Parklet na loja Cantão Leblon

 

zaza-33
Intervenção no restaurante Zazá Bistrô

Nessas idas e vindas ao Rio de Janeiro, aproveitei pra fazer duas instalações nas ruas de lá: uma na Rua Sorocaba (Botafogo) e outra no Arco do Telles, em frente a Praça XV, centro.

12178293_1147720248589884_2045676473_n
Visceral – Rua Sorocaba, Botafogo, RJ.
_MG_8135-copyokkk-net
Sereia – Arco do Telles, Centro, RJ.

Foi em novembro que criei esse blog. Comecei a escrever sem nenhuma pretensão e hoje cada vez que faço um post fico super feliz. Parece que não me falta conteúdo pra colocar aqui… só tempo pra escrever! Ainda demoro muito tempo pra organizar minhas ideias e preparar um post legal, porém, acredito que vou me acostumando com o tempo e com a prática e tentando produzir cada vez mais posts com conteúdos interessantes, pra mim e pra vocês. :)

Com o movimento de reorganização das escolas e as ocupações, não consegui ficar de fora e logo me juntei a algumas amigas e tivemos a ideia de dar oficinas de crochê nas escolas, tendo como base a arte de guerrilha, empoderando e incentivando os alunos a lutarem pelos seus direitos e pelo que agora acreditam. Fomos em duas escolas, a Fernão Dias em Pinheiros e na Ciridião, na Cerro Corá. Conversar com esses alunos foi aprendizado, acho que mais pra mim, do que para eles! Me fez muito feliz participar de certa forma dessas ocupações.

OCUPA-27
E. E. Fernão Dias
OCUPA
E. E. Fernão Dias
OCUPA-3
E. E. Fernão Dias – Fotos Lucas Hirai
IMG_0271
E. E. Manuel Ciridião Buarque Prof

Enfim… a última oficina nas escolas ocupadas foi em dezembro e a partir daí só o que fiz foi: escrever no blog, tetas de presente pra um amigo e finalizar a última instalação do ano, feita no Rio de Janeiro novamente (juro que foi coincidência tantos trabalhos consecutivos assim no RJ!). Mas sobre este último, farei um post especial com direito a fotos e vídeo jaja! :)

IMG_0246

Processed with VSCOcam with kk1 preset
Sobre a última intervenção do ano <3

Muito grata a 2015 e a todas as pessoas que me apoiaram e acreditaram no meu trabalho de alguma maneira. Muitas vezes me pareceu loucura jogar “tudo” pro alto e decidir trabalhar só com o que amo fazer… Até hoje quando me perguntam o que faço, ainda não sei dizer ao certo, afinal é tão complicado dizer apenas “eu faço crochê”. Só consigo ser grata a todos meus momentos e muito feliz de estar realizando mais e mais. Espero que 2016 seja tão bom quanto foi 2015 e que eu possa cada vez mais me comunicar, me expressar, aprender e também tocar pessoas de maneira leve e ao mesmo tempo profunda, sempre a favor de uma mentalidade mais pacífica e respeitosa no mundo. Desejo isso pra todos vocês também. Ótimo ano. :)

Anúncios

5 comentários sobre “Retrospectiva 2015

  1. Que ano hein!? Quem diria que há um ano, cheia daquelas dúvidas e inseguranças, poderia imaginar tantas conquistas, tanto amadurecimento próprio e do seu trabalho! Você não faz apenas crochê, não faz apenas o que ama… você muda um contexto, intervém na cidade e na vida das pessoas. Você encontrou e continua buscando seu caminho, iluminando o próximo destino a cada passo que dá com a sua risada sempre solta, sua superação de qualquer medo. Fico muito feliz de ver seu nascimento e acompanhar o seu processo. Parabéns é pouco! Vai em frente e conte com a gente! :) <3

    Curtido por 1 pessoa

  2. Incluí na retrospectiva: 1) quadro com passarinho decorando a sala da minha orientadora; 2) vasinho decorando a mesa de trabalho da minha esposa – não estou demarcando território não, hahaha e 3) alguns gráficos para a minha tese. Parabéns pelo 2015 em que você largou tudo para fazer o que ama e acredita (eu chamo isso de empreender, mas acho que não combina com a Dolorez o termo). Eu ia fazer alguma frase que fizesse trocadilho como muita renda em 2016, yarn bombar ou tricotar as coisas, mas estou sem criatividade. Abs!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s